Operação do Ministério Público fecha casa de jogos de azar no São Francisco

Publicado: setembro 16, 2010 em Sem categoria
Tags:, , , , , ,

máquinas são levadas ao depósito do Ministério Público

Sete pessoas apreendidas, 85 máquinas caça-níqueis, cerca de 30 jóias e objetos de valor, além de uma grande quantidade de dinheiro em cédulas recolhidos. Este foi o saldo de uma operação realizada hoje pelo Ministério Público Estadual (MP), por meio da promotoria de Justiça da Ordem Tributária e da 2º promotoria de Investigação Criminal, em parceria com a Polícia Civil, Polícia Militar e Guarda Municipal em São Luís. As apreensões foram realizadas em uma casa de jogos de azar (cassino) situada na Avenida Castelo Branco, no São Francisco.

Fachada de casa de jogos no São Franciso - Fotos/ Biné Morais

As sete pessoas apreendidas eram mulheres, funcionárias da casa. Elas foram apresentadas na Delegacia de Investigações Criminais (Deic), prestaram depoimento e em seguida foram liberadas. A Polícia agora tenta identificar os proprietários do estabelecimento, sob a acusação de terem cometido crime contra a economia popular, crime de descaminho, crime de contrabando e o jogo de azar, além do crime tributário. A pena pode ultrapassar 10 anos de reclusão.

A casa de jogos que fica situada ao lado de estabelecimentos comerciais, foi alvo de denúncia anônima, que apontava a participação de menores nos jogos, inclusive fardados. A fachada, pintada de cor preta, dispõe de apenas um portão de acesso pequeno pela avenida Castelo Branco. No entanto, há um portão maior pela rua dos fundos (rua 3). A entrada, segundo as investigações, era restrita e devidamente monitorada pelos funcionários e proprietário(s) do estabelecimento, que instalou pelo menos oito câmeras de alcance noturno nas dependências. Tudo acontecia sob o controle dos coordenadores dos jogos.

Caça-níqueis no interior de estabelecimento

Estima-se que aproximadamente mais de 100 pessoas tinham acesso aos jogos de azar diariamente. Os lucros ainda são incalculáveis, uma vez que é necessário realizar perícia nas máquinas e dar prosseguimento às investigações. Em agosto, a operação contra a pirataria comandada pelo MP apreendeu mais de 50 mil unidades de DVDs e CDs de origem clandestina. Em setembro o MP havia apreendido mais de 200 kits de edredons na Praia do Araçagi.

fotos de Biné Morais/O Estado

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s