O que leva o Poder Público a investir em “Escola de Samba” em São Luís?

Publicado: fevereiro 11, 2011 em Geral
Tags:, , , ,

O barracão de uma das mais tradicionais escolas de samba da capital, Flor do Samba, foi interditado ontem pelo Corpo de Bombeiros, que realizou uma série de vistorias em nove agremiações. Num prazo máximo de 48 horas, as atividades devem ser interrompidas no espaço, que segundo o órgão, não tem as mínimas condições de funcionamento. A vistoria foi coordenada pelo tenente Eraldo, que revelou que o barracão funciona sem a Certificação do Corpo de Bombeiros.

Barracão da Flor do Samba / Foto: Flora Dolores

A justificativa da minha revolta e de todo cidadão de bom senso: mesmo recebendo rios de dinheiro do Poder Público, a Flor do Samba oferece isso aí que você está vendo na foto ao lado, para os seus integrantes. Estrutura de carros totalmente enferrujada e sem condições de uso, fantasias confeciconadas de TNT ou tecidos sem qualidade, barracão em estado precário. Isso ainda lhes dá o direito de pedir apoio do Governo do Estado e da Prefeitura de São Luís, é brincadeira…?

O que será que foi feito com todo o dinheiro destinado até o momento à agremiação. Ontem, em entrevista à rádio Capital, o presidente da entidade, Nilson Brasiliano, cobrava cerca de R$ 100 milhões do Governo do Estado e patrocínios de outros órgãos, para que a “escola tenha as mínimas condições de desfile”. Falou-se em outros “investimentos”, da ordem de R$ 350 mil, R$ 50 mil e segue… Muito dinheiro, diga-se de passagem. Um desperdício. É absurdo que ainda se invista dinheiro público em escola de samba na capital.

 Se a escola quer desfilar, que procure trabalhar durante todo o ano para isso. Promova eventos, bingos, faça concursos e procure patrocínios na iniciativa privada. Não sei qual seria a motivação do empresariado local para patrocinar tais agremiações, mas enfim, tentem isso.

Com todo dinheiro que as escolas de samba, blocos tradicionais, bumba-meu-boi, tribos de índios, e outras empresas que atuam no carnaval e São João recebem, dá para fazer um trabalho de primeira, algo brilhante. Não é. Ao invés disso, fazem trabalho quinta categoria, feio, desorganizado e com o máximo de economia possível. Por que comprar uma fantasia estimada em R$ 450 para cada integrante, se a escola pode gastar apenas R$ 30? Bom, isso é empreendedorismo.

Volto a repetir: dinheiro público não deve ser investido em escola de samba e toda e qualquer manifestação cultural de São Luís. É desperdício, dinheiro jogado fora e vaidade para os proprietários. Dá para entender a disputa na Justiça de presidência dessa ou daquela agremiação. Não é amor pelo carnaval, é investimento particular, é planejamento familiar, é projeto de vida…

A festa nasce do seio popular, e do seio popular deve se manter, isso se a comunidade tiver interesse em continuar prestigiando tal evento. Recurso público deve ser investido em coisa séria, tal como educação, saúde, infraestrutura, saneamento básico (falta em muitos bairros de São Luís), iluminação, segurança pública, e por aí vai… Dinheiro público, deve ser investido em necessidades básicas e essenciais para o cidadão. Escola de samba não é até onde sei!

Anúncios
comentários
  1. flavio disse:

    Enquanto isso a prefeitura investe so R$ 500 mil na feira do livro da praca maria aragao. E to me Euclides, o cineasta.

  2. André Azevedo disse:

    Duvido se a tua escola Favela do samba n ta assim tambem passei por la os carros estão todos enferrujados, te manca. Fala isso para seu prefeito melhorar as condições ajudar, fica falando o q nem sabe

  3. João Francisco disse:

    pra quem foi à Passarela, deve ter notado que as fantasias da Flor estavam todas no pano, e outra coisa, existe prestação de contas é para apurar o que é gasto com o dinheiro que a escola ganha com suas aprensentações, se vc não sabe, o cachê pago pelo Estado é dividido em cada apresentação em seus circuitos espalhados pela cidade, ou seja, não é esmola.
    Além disso a ausencia de movimentação na Flor (falo a Flor pq conheço a realidade da mesma) é justificada devido a briga judicial que houve em torno desses dois anos, te aconselho a parar de postar informações bizarras como essa sem conhecer a realidade das coisas, ainda bem que esse blog não é muito popular nem visitado, pois estamos carentes de informações concretas.

    • ronaldorocha disse:

      Caro leitor, como esse é o meu espaço, meu blog, coloco o que quiser, sendo informação bizarra ou não, e não devo satisfação a você… Engraçado você vir ‘afirmar’ que o blog não é popular e apresenta, justo nele, os seu fajuto comentário, que decidi publicar por manter a ética profissional. Não me interessa a briga judicial que envolve a flor, a falta de recursos da favela, a precariedade da mangueira. O que manifesto e reafirmo, é que o Poder Público não deve derramar dinheiro para tão pouco ou inexistente brilhantismo carnaval de São Luís, principalmente quando se fala em escola de samba.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s