ANP ENXERGA CARTEL, MP-MA SILENCIA SOBRE REVENDA DE COMBUSTÍVEIS

Publicado: abril 1, 2011 em Geral
Tags:, ,

Do blog de Itevaldo Junior

1º Ato: Segunda-feira, dia 28. São 9h59. Redações de jornais, rádios, TVs e portais da internet recebem o e-mail abaixo com título: SUGESTÃO DE PAUTA – AUMENTO DE COMBUSTÍVEL.

2º Ato: Ainda na segunda-feira. Agora são 17h03. Redações de jornais, rádios, TVs e portais da internet recebem um segundo e-mail informando: CANCELAMENTO DE COLETIVA.

As duas mensagens eletrônicas publicadas acima partiram do e-mail: ministeriopublicoma@gmail.com. E foram assinadas pela Coordenadoria de Comunicação do Ministério Público (CCOM-MPMA).

3º AtoEnfermo às 17h, da segunda-feira, o promotor José Osmar Alves, da promotoria de Defesa da Ordem Tributária e Econômica, surge completamente SÃO na comemoração de aniversário da promotora Eliane Azor, na terça-feira, às 9h.

Sem qualquer indício de enfermidade José Osmar Alves celebra o aniversário da colega com bolo e refrigerantes.

No horário previsto para ocorrer uma entrevista coletiva de um tema de interesse público – o aumento injustificável do preço dos combustíveis em São Luís – o promotor José Osmar Alves horas antes enfermo, saboreia guloseimas de aniversário na sala da promotoria do Meio Ambiente, na sede das Promotorias da Capital.

4º Ato – Ontem, dia 31, a Agência Nacional de Petróleo (ANP) encaminhou ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE) e a Secretaria de Direito Econômico (SDE) do Ministério da Justiça, uma análise do comportamento dos preços de revenda da gasolina comum em São Luís e constatou ‘indícios’ de CARTEL no mercado de revenda combustíveis da capital.

5º At0 – O portal Imirante publica em primeira mão que as análises da ANP mostraram que a dispersão de preços que até meados de fevereiro com variações de preços entre R$ 2,30 e R$ 2,70, passou para um intervalo de apenas R$ 0,12, de R$ 2,70 a R$ 2,82. A Agência também constatou que a partir de 20 de fevereiro a margem bruta de lucro dos postos de São Luís (incluindo custos e impostos da atividade de revenda) praticamente dobrou, passando de R$ 0,20 a R$ 0,25, no início do ano, para R$ 0,50 por litro de gasolina comum no final de fevereiro e início de março.

6º AtoData e hora não definidas. Antes de desmontar o CARTEL do setor de revenda de combustíveis em São Luís, as Polícias têm que passar antes nas sedes da Procuradoria Geral de Justiça (PGJ) e das Promotorias de Justiça da Capital.

Os consumidores irão comemorar e agradecer.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s