Homem é morto por policiais militares por causa de R$ 10,00

Publicado: novembro 1, 2011 em Geral
Tags:, , , , ,

José de Ribamar Vieira Batista, de 49 anos, foi morto ontem pela Polícia Militar com cinco tiros à queima-roupa sem esboçar reação ou ter a possibilidade de defesa. O caso é o seguinte.

José Batista havia abastecido o seu carro em um posto de gasolina situado na Estrada de Ribamar, apenas R$ 10,00 (o que equivale hoje a pouco mais de 3 litros) e fugiu sem pagar. Os frentistas acionaram policiais que passavam no local, e de imediato a perseguição foi iniciada.

O homem que praticou o calote seguiu em direção a Cidade Operária, alcançou a Avenida Lourenço Vieira da Silva (principal do bairro), quando foi alcançado pelos policiais.

Em determinado momento, quando já trafegava pela Avenida Guajajaras, Batista perdeu o controle do veículo, após ter levado um tiro, e acabou colidindo com uma caçamba. No desespero, ele tentou dar a ré e bateu em uma motocicleta dos policiais, que revidaram com mais quatro tiros.

Os PMs que participaram da perseguição, alegaram que somente atiraram após o homem ter saído do veículo, empunhando dois facões, e ter ameaçado os policiais. Fontes garantem, no entanto, que ele foi alvejado com cinco tiros enquanto ainda estava dentro do veículo. O caso é de assassinato.

A vítima ainda foi levada para o Hospital Municipal Clementino Moura, o Socorrão II, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. José Batista morava na Cidade Operária e era mestre de obras.

Obs: Há imprecisões na descrição do caso por causa das diferentes versões de testemunhas, frentistas e policiais. Quando esclarecidas, postarei as correções.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s